Portal do Governo Brasileiro
Detalhes1
Publicado em 27/08/2018 10:43:00
Acessos:

Novas tecnologias, parceria internacionais, capacitação especializada, compartilhamento de conhecimento. Resultado da terceira fase da parceria do DECEA com a United States Trade and Development Agency (USTDA), a agência americana que promoveu nos dias 22 e 23 de agosto o “Workshop on Air Traffic Management”.

Realizado no auditório do Hotel Sofitel Ipanema, no Rio de Janeiro, o evento abordou o que há de mais moderno e atual no mundo relativo à área de gerenciamento de tráfego aéreo. Representantes de organizações reguladoras do transporte aéreo como o próprio Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e a Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), a Secretaria de Aviação Civil, a Federal Aviation Administration (FAA) e de empresas como SAAB, Boeing, Mirus Technology, Aireon, Honeywell Aerospace e CelPlan Technologies revezaram-se em apresentações e debates ao longo dos dois dias de workshop.

“Estou muito impressionado em ver a evolução da parceria entre Brasil e Estados Unidos no compartilhamento de conhecimentos e soluções relativos ao gerenciamento do tráfego aéreo”, afirmou o Consul Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro, Scott Hamilton, que exemplificou o “Acordo de Céus Abertos” como um importante passo dessa para ambos os países. “É uma iniciativa de importância única: agiliza, facilita e promove a produtividade e a geração de empregos para toda a indústria aeronáutica destes países. Sem contar numa maior eficiência dos serviços fornecidos aos passageiros”, destacou.

O vice-diretor do DECEA, Major-Brigadeiro do Ar Leonidas de Araújo Medeiros Junior, anunciou os projetos e novas tecnologias atualmente em curso ou em implantação na Organização a serem apresentados no evento. O Brigadeiro fez questão de destacar a capacitação de pessoal “como um aspecto primordial para a área, não só no que diz respeito ao profissional de linha de frente como também de todo o pessoal de apoio”, afirmou. “Trouxemos para esse workshop o nosso bem mais valioso: nosso pessoal. Profissionais altamente especializados”.

Entre as inciativas em curso no DECEA, o processo de implementação da Torre de Controle Remota na Base Aérea de Santa Cruz foi exposto em detalhes pelo Tenente Coronel Cláudio Fidalgo; a regulamentação e os procedimentos para o acesso de Aeronaves Remotamente Pilotadas ao espaço aéreo brasileiro, pelo Capitão Leonardo Haberfeld; o método de mensuração de Capacidade de Pista, desenvolvido pelo Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), pelo Tenente James Lima e as soluções na área de Cybersecurity foram apresentadas pelo tenente Coronel Eduardo Alberto do Nascimento.

O Tenente Coronel André Eduardo Jansen, Chefe da Divisão Técnica da CISCEA, abordou a implementação da Rede ATN-Br e o projeto de Parceria Público-Privada (PPP) para Gestão das Redes de Comunicação Integrada do COMAER, projetos que estão sendo conduzidos no âmbito da CISCEA. “Na verdade, são projetos complementares no sentido de que o projeto ATN tem um cunho mais técnico, é uma evolução das nossas redes para suportar as novas demandas no âmbito do controle do espaço aéreo, e a PPP tem um caráter mais administrativo, de eficiência, quando a gente fala de diversos contratos que vão ser consolidados em apenas um, com a concessão de 25 anos.”

O Tenente Coronel Jansen lembrou de toda a estrutura necessária para manter, justamente, a provisão dos serviços de controle do tráfego aéreo, informações aeronáuticas, meteorologia aeronáutica, busca e salvamento numa área de 22 milhões de km2. “Vemos a quantidade de equipamentos, sistemas e centros que são necessários para prover esses serviços, onde logicamente vão tramitar diversos tipos de aplicação, e precisamos que todos esses sistemas sejam interconectados por uma rede extremamente robusta e confiável”, explicou.

Ainda foram apresentados o uso de indicadores de performance para o gerenciamento de tráfego aéreo, pelo Major Hugo Rossi e a continuação da implementação do CPDLC (Controller Pilot Data Link Communications, em português: Comunicação por Enlace de Dados entre Piloto e Controlador), pelo Tenente Fagundes.

Ao longo dos dois dias de evento, representantes de importantes Organizações da indústria também apresentaram outras temáticas como: Multilateração, A-CDM (Airport Collaborative Decision Making), SWIM (System Wide Information Management), GBAS (Ground Based Augmentation System), PBN (Performance Based Navigation) e ADS-B (Automatic Dependent Surveillance-Broadcast).

Seção de Comunicação Social da CISCEA
Edição: 2º Tenente Relações Públicas Camille Barroso (SECOM/CISCEA)

Texto Fonte: Daniel Marinho (ASCOM/DECEA)
Fotos: Fábio Maciel (ASCOM/DECEA) e Capitão Engenheira Talita da Cunha Mattos (DO/CISCEA)